Home Page do Blog - Lê Diniz

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

LD Cakes & Royal Albert Tea Time

Para não perder o costume, mais uma bandeja de chá, na paz do meu quarto, com minha porcelana Royal Albert e um mini cake divino da LD Cakes! #getinspired #chá-mania

Sou apaixonada pela mistura do bolo de chocolate com o brigadeiro branco! Por isso, encomendei da LD Cakes uns mini bolos da minha mistura preferida! #feitoparamim #feitocomcarinho

A mini boleira de prata é da Geórgia Casa Comigo, assim como o forro de bandeja em richilieu! #mimosqueamo

Para decorar, alegrar e enfeitar: astromélias cor de rosa (na bandeja e espelhadas pelo quarto):

O meu cantinho...

O cantinho dele...

Velas, velas e mais velas #amo! E o difusor aromatizante de ambiente da Trussardi, com um perfume suave e delicioso! Fica a dica!

E preciso dizer que o jogo de cama e a manta também são da Trussardi?...sempre são!

Um infusor para colocar as ervas:

O chá

E assim, a vida fica bem mais doce....e prazerosa!

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Housewife Tip: Economizando água

Sempre me preocupei com o consumo excessivo de água, principalmente nas Américas! Nós brasileiros, então, somos bem desperdiçados quando o assunto é água! Mas ao que parece, em bem pouco tempo a água será o artigo de luxo mais disputado!

 

Já passou da hora de cuidarmos do planeta, de fazermos a nossa parte e, considerando o grave problema que estamos enfrentando com relação à falta de água, relaciono abaixo algumas medidas simples que nós, donas de casa, podemos adotar! Aqui em casa, eu e minhas funcionárias já as praticamos há tempos!!! Fica a dica!

- Para vidros, bancadas, mármores e demais superfícies que devam ser higienizadas com uso de água: utilize um borrifador com uma mistura de água e o produto de limpeza adequado ao local a ser limpo. Desta forma, você despende a solução em pequenas doses.

- Máquinas de limpeza como a Rainbow (revejam aqui), fazem uma limpeza a seco irrepreensível e o que se gasta de água é apenas o suficiente para que a máquina cumpra sua função.

- Antes de lavar a louça, retire bem os restos de comida contidos em pratos e panelas, jogando-os no lixo ou no triturador da pia. Coloque os itens de molho por cinco a dez minutos, em uma solução de água quente e detergente, principalmente aqueles engordurados ou com alimentos grudados. Em seguida, após o período de "molho", com a torneira fechada, ensaboe as louças, molhando a esponja, sempre que necessário, em um recipiente com água morna e detergente. Troque essa água quando ela estiver suja. Depois, enxague normalmente, fechando a torneira entre uma peça e outra. Lavar a louça, por 15 minutos, com a torneira meio aberta, consome, em média, 120 litros de água. Ao limpá-la, sem desperdício, o consumo pode chegar a apenas 20 litros de água. Obs: para quem faz uso do triturador, apenas no enxague final da louça, colocá-lo para funcionar.

- O uso de lava-louças também é indicado, pois ao contrário do que se pensa, se usadas em sua capacidade máxima, as máquinas de lavar louças consomem menos água que a lavagem na pia (considerando-se a mesma quantidade de itens)

- Deixe a roupa suja acumular e lave o máximo de roupas de uma só vez. Uma máquina de lavar roupas de cinco quilos gasta cerca de 135 litros de água a cada uso. Por isso, utilize a lavadora apenas quando a capacidade total for atingida e, no máximo, três vezes por semana.

- Habitue-se a armazenar em baldes a água que sai da máquina de lavar roupas e reaproveite-a na faxina da casa. Por exemplo, use a água do último enxague da lavadora de roupas para limpar o piso da cozinha ou de outro ambiente da casa que deva ser lavado. Você pode adicionar produtos antibacterianos, como o Lysoform, e assim a água reaproveitada estará ideal para a limpeza dos pisos da casa que você desejar.

- Ao lavar a calçada ou quintal, as áreas comuns dos edifícios, com a mangueira ou máquinas próprias, durante 30 minutos e com a torneira aberta meia volta, são gastos, em média, 234 litros de água. Por isso, crie o hábito de usar apenas a vassoura para fazer a limpeza dessas áreas, deixando o uso da água para situações esporádicas.

Por fim, devemos lembrar ainda que a economia de água com higiene pessoal também pode ser relevante! Atos como escovar os dentes com a torneira fechada, controlar o tempo do banho (próprio e das crianças), podem fazer muita diferença! Assim, todos saímos ganhando!

Além disso e acima de tudo, temos um compromisso social, pois possivelmente em edifícios, casas e bairros de luxo, não venhamos a sentir de modo drástico, pelo menos por enquanto, os efeitos da falta d'àgua! Mas há pessoas que já estão sem água para beber, para preparar os alimentos, e isso sim é motivo de sobra para que todos façamos a nossa parte, com muito empenho e responsabilidade!

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Chá-Mania: os benefícios do chá

O chá é tema recorrente no Blog, mas além do seu maravilhoso ritual e do prazer que a bebida nos oferece, temos muitos outros motivos para deixar que o chá se torne um hábito saudável em nossas vidas! É sobre isso que vou falar no post de hoje!!!

Depois da água, o chá é a bebida mais consumida no mundo e os seus benefícios para a saúde são inúmeros! Saboroso e com poucas calorias, disponível em dezenas de sabores e recheado de antioxidantes, o chá possui características mais que suficientes para que nos entreguemos à chá-mania!

Ao longo dos últimos anos, os estudos em torno desta bebida secular têm-se multiplicado e os benefícios para a saúde são comprovados!

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS:

Graças aos seus poderosos antioxidantes – os polifenóis – o chá traz inúmeras vantagens para a saúde física e mental:

- melhora os níveis de concentração e aumenta os níveis de energia
- é um estimulante do bem-estar geral
- pode ser utilizado como prevenção e tratamento de aterosclerose (a formação de placas nocivas nas paredes das artérias e que pode levar à sua obstrução completa).
- é ótimo na prevenção da diabetes
- diminui o risco de doenças cardiovasculares
- previne contra o cancro (inibe o desenvolvimento de células cancerígenas, impede o fornecimento de sangue ao tumor e incentiva a autodestruição das próprias células cancerígenas)
- contribui para a diminuindo dos níveis de “colesterol mau” (LDL – lipoproteína de baixa densidade)
- melhora o metabolismo lípido
- tem um efeito anti-bacteriano significativo
- purifica o organismo, eliminando toxinas
- combate a retenção de líquidos
- é um supressor natural de apetite

VERDE, BRANCO OU PRETO?

Todos os chás derivam da mesma planta – a Camellia sinensis – mas diferem consoante o processo de oxidação a que são sujeitos e que modifica a cor das suas folhas, o seu aroma, sabor e quantidade de polifenois presentes. O chá preto é o mais processado e, embora mantenha muitas qualidades benéficas para a saúde, tem menos poderes antioxidantes do que o chá verde – composto pelas folhas não oxidadas da planta do chá. O chá branco, por sua vez, é o menos processado e contém mais antioxidantes do que o chá verde, no entanto, tem um sabor quase inexistente e tem um valor mais elevado que os outros. O melhor é mesmo experimentá-los, todos eles, e descobrir suas preferências!

Com mil e um sabores para provar, são vários os chás que apresentam soluções deliciosamente saudáveis para problemas específicos. É o caso destes chás:

- Camomila: os seus efeitos tranquilizantes no sistema nervoso são muito conhecidos, bem como o poder calmante que tem sobre problemas de estômago.
- Cidreira: indicado para combater cólicas e gases, é ainda um calmante natural para estados de nervosismo e de insónia.
- Dente-de-leão: desintoxica o fígado, estimulando o seu funcionamento saudável.
- Gengibre: para além de acalmar o sistema digestivo, é um excelente energizante natural.
- Hortelã/Menta: relaxa o intestino, incentivando o seu funcionamento pleno e regular, sendo ainda aconselhado para perturbações de estômago.
- Maçã: antidiarreico e o auxiliar perfeito para uma boa digestão, tem ainda propriedades sedativas.
- Valeriana: auxilia nas perturbações do sono, sendo um substituto natural dos vulgares comprimidos para dormir.

Esqueçam o chá engarrafado, preferindo sempre o chá fresco, fervido na hora, recorrendo aos práticos sachets ou então às ervas e folhas soltas, deixando-as “marinar” durante 3 a 5 minutos, para poder retirar e aproveitar ao máximo os seus compostos mais benéficos. Se quiserem emagrecer, troquem o açúcar por mel ou um pau de canela (eu não uso nada para adoçar o chá, prefiro sentir o seu sabor único).

Evitem ainda adicionar leite, assegurando os benefícios cardiovasculares do chá, eliminados quando se junta leite ao chá.

Se, por outro lado, o objetivo for reduzir o consumo de cafeína, vocês também podem contar com o chá: uma chávena de chá preto tem um terço da cafeína presente num café e o chá verde contém apenas um sexto desse valor. Para reduzir ainda mais a quantidade de cafeína presente no chá, é só diminuir o tempo de infusão dos habituais 3 a 5 minutos para 45 segundos. Depois, desfaçam-se dessa água, mantendo apenas o sachet ou as ervas/folhas, adicionando uma nova quantidade de água fervida sobre as mesmas, respeitando agora o tempo de infusão habitual.

Alguém aí precisa de mais motivos para planejar o seu próximo chá das 5?

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

To Inspire: Shades of Pink

Para começarmos bem a semana, imagens inspiradoras com a mais feminina das cores, em vários tons! #getinspired #thinkpink

sábado, 24 de janeiro de 2015

Fofurinha: Laurinha

 

Ma petite Laura!

Minha sobrinha, afilhada e filha de coração aos 2 anos! O tempo voa...